Nenhum banner cadastrado

Nenhum banner cadastrado


Conte seu caso

Dividir o seu momento difícil e ouvir conselhos de quem já passou por problemas semelhantes, pode ser a melhor forma para uma decisão segura.
Conte seu caso

Famílias Múltiplas, Filiação, União Estável
25 de maio de 2013
Meus filhos reprovam meu romance!

Lourdes tem mais de sessenta anos de idade, é viúva e avó. Seus filhos, todos homens, não se conformam em vê-la com um namorado dez anos mais novo e já disseram que se ela for morar com ele, nunca irão visitá-la e nem os netos. Lourdes já fez um testamento para os filhos e já se organizou para evitar qualquer prejuízo patrimonial para eles, mas isso não resolveu. Ela está decidida em ser feliz, mas acha que se optar por ficar longe dos filhos não conseguirá a felicidade. Você tem um conselho para Lourdes?

Faltam caracteres.

aviso

  1. Bernadete Menezes disse:

    Olá Lourdes,
    Eu lhe dou os parabéns pela coragem e pelo amor a vc mesma. Vá ser feliz minha amiga, a vida passa rápido demais e seus filhos devem estar com ciume. Investigue bem a vida do futuro companheiro para ver se vc não estará entrando em rolo. sabe como é….quando nos apaixonamos, subestimamos o perigo. preste bem atenção nas falas e atitudes dele. Se tudo for positivo, vá ser feliz!! Vc ja´fez muito com a criação dos seus filhos. O tempo resolve tudo. Boa sorte.

União Estável
8 de abril de 2013
Entre ela e meus filhos… meus filhos!

Fabiana é divorciada, tem filhos e mantém um relacionamento escondido com uma mulher. Seu ex- marido já desconfiou do romance e ameaçou tomar a guarda dos filhos. Após dois anos de segredo, sua namorada está pressionando para assumirem publicamente a relação, só que Vanessa teme perder a guarda dos filhos ou, pior, ser rejeitada por eles. Além disso, como estão em fase de formação, não quer que as crianças sejam influenciadas na escolha sexual. Você tem um conselho para Fabiana?

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso

Traição, União Estável
20 de fevereiro de 2013
Fui amante aos 16 anos e me arrependo…

Aos dezesseis anos de idade, Vanda (nome fictício) era amante de seu chefe. Hoje, ela sofre por ter sido seduzida por um homem muito mais velho e experiente que aproveitou da ingenuidade de uma moça do interior e menor de idade. Como na época o ex chefe comprou um apartamento para os encontros amorosos, ela queria saber se teria algum direito ao imóvel. Na época, Vanda tinha um namorado paralelo e o ex chefe insistia para ela manter o namoro para que os funcionários não desconfiassem. Passados dois anos de dupla relação, ela contou tudo para o namorado que a perdoou e acabaram se casando, mas até hoje a relação deles traz o fantasma do passado. Vanda está angustiada e quer se vingar do ex chefe-amante. Você tem algum conselho para Vanda?

<strong> © <a href=’http://www.dreamstime.com/bg_knight_info’>Ivan Grlic</a> | <a href=’http://www.dreamstime.com/’>Dreamstime.com</a></strong>

Faltam caracteres.

aviso

  1. Rômulo Bulhões disse:

    Esquecer o passado e entender que qualquer relação entre duas pessoas se caracteriza pelo consentimento de ambas as partes, portanto ela também é culpada pela escolha que fêz…..bola pra frente…amanhã será melhor que hoje e assim sucessivamente…!!