Nenhum banner cadastrado


Seus Direitos

Dicas jurídicas sobre diversos temas de direito de família em linguagem acessível para uma decisão segura.

Conte seu Caso

Quem nunca passou por um problema familiar? Sua experiência pode ajudar outras famílias.

Clique Aqui
blog
O custo de ser princesa

 O polêmico príncipe Harry se encantou pela atriz Meghan Markle e sua carreira pode estar com os dias contados caso ela [...]

Leia Mais
A Guarda Compartilhada reduz o valor da pensão? E agora, Lúcia?
 

Blog

  • por Lucia Deccache
  • Enquete
  • O que vc faria se amasse alguém fora do casamento?
    Loading ... Loading ...
Pensão Alimentícia
28 de dezembro de 2013
A honra do avô Pelé
Enviado por Lucia Miranda

O título de honra recebido por Pelé como embaixador da Copa do mundo de 2014 me fez refletir sobre seu merecimento. Um craque que, após uma carreira sem precedentes, pendurou as chuteiras enlameadas do gramado e foi se aventurar na lama da política. Já era “Rei” quando dedicou seu milésimo gol às crianças pobres do Brasil, que precisam estudar… só não imaginava que, um dia, seus netos estariam entre elas.

Talvez esta tenha sido, involuntariamente, a única dedicação do avô-rei aos netos. Só que esse chute, aplaudido por milhares de pessoas, não alimenta, não veste, não abraça…

Os filhos de Sandra chegaram à adolescência sem qualquer apoio do honrado embaixador da Copa, nem material e nem afetivo. Coincidentemente, na semana de sorteio das chaves para a Copa do Mundo, o Rei foi condenado a pagar 4.800 reais por mês de pensão para cada neto. Isso porque, na lei brasileira, os avós têm o dever de sustentar ou complementar o sustento dos netos, sempre que houver necessidade destes, insuficiência ou incapacidade de sustento pelos pais (sem prestigiar o ócio, claro), e avós com capacidade para suprir ou complementar as suas necessidades. No caso, todos os avós têm o mesmo dever, mas se só um tiver boas condições financeiras, este será o único responsável.

Questiono sobre a honraria recebida por quem vira as costas para familiares e tem a imprensa nas mãos para transformar o pedido de pensão em cobiça. Ou eu não sei o que é honra ou a nossa presidente, que o nomeou embaixador honorário da Copa, deve desconhecer.

… que em 2014 as atitudes honrosas comecem dentro de casa.

Faltam caracteres.

aviso

  1. Regina Menezes disse:

    Tenho grande antipatia pelo Pele por causa dessa mesquinharia, em dar amor e proteção à sua filha e netos . Ainda bem que a lei o obriga a pagar pensão, mais que justo.

Filiação
30 de abril de 2013
Craque só de bola…
Enviado por Lucia Miranda

Recentemente, Romário criticou Pelé por ter negado a paternidade da própria filha durante trinta anos e, após o reconhecimento forçado, não compareceu ao enterro dela – “e ainda se diz católico…”

De fato, nesse jogo da vida Pelé deixou a desejar. Driblou a própria filha e, no final do último tempo, tomou um golaço sem ter a humildade de cumprimentar o adversário no leito de morte.

Bom, mas isso não faz do inimigo número 11 um craque neste jogo, pois já bateu na trave várias vezes no quesito família.

O tempo passou, e nada como um terno e gravata para moralizar a imagem e apagar o passado, exceto quando um desafeto baixinho fica zumbindo no Twitter, o que nos faz lembrar o chute do rei que, pela primeira vez na história, a torcida vaiou.

Está cada vez mais difícil fugir da paternidade, pois quem se nega a fazer o exame de DNA é presumidamente o pai. Antes era entendimento do STJ (súmula 301) e hoje é lei!

Sandra teve dez anos de vida com a paternidade declarada pela justiça, mas sem o que ela verdadeiramente buscou, o amor do pai. Decepcionada, tentou compor o sofrimento com a indenização pelo abandono afetivo, mas não obteve êxito. A justiça entendeu que Pelé não podia pagar pelo que não conhecia, pois não se abandona o que não se conhece.

E qual a desculpa para o cartão vermelho aos netos, filhos de Sandra? Dois meninos fanáticos por futebol, pelo Santos e pelo avô, rei dos perebas quando o assunto é amor… se é que me entendem.

Faltam caracteres.

aviso

  1. Antonio de Pádua disse:

    É quase uma verdade! Pelé deveria ter sido mais prudente. Mas atrás da jovem desamparada que faleceu de câncer (quase canonizada pela imprensa) poderia haver um companheiro inescrupuloso, sedento por dinheiro e que estimulou atitudes inadequadas na vida pessoal e na vida política (como vereadora de Santos) da jovem desamparada…(?). Até na sua morte tentou tirar proveito com a clínica que a tratava…E aí, o companheiro ainda é pai dos meninos e continua como um lobo faminto atrás do dinheiro fácil. Mas Pelé errou!

  2. Fábio da Cunha disse:

    Logo o Brasil deixará de ser apenas o país do futebol. Seremos outros país. Com outros valores e interesses. E quando isto acontecer atitudes como do Sr. Edson Arantes do Nascimento(negar sua paternidade) e toda sua façanha no futebol será esquecida. E sobrará apenas a mesquinhez do seu ato contra uma filha que era sua própria fotocópia. Viva e verás!!!