Nenhum banner cadastrado


Seus Direitos

Dicas jurídicas sobre diversos temas de direito de família em linguagem acessível para uma decisão segura.

Conte seu Caso

Quem nunca passou por um problema familiar? Sua experiência pode ajudar outras famílias.

Clique Aqui
blog
O custo de ser princesa

 O polêmico príncipe Harry se encantou pela atriz Meghan Markle e sua carreira pode estar com os dias contados caso ela [...]

Leia Mais
A Guarda Compartilhada reduz o valor da pensão? E agora, Lúcia?
 

Blog

  • por Lucia Deccache
  • Enquete
  • O que vc faria se amasse alguém fora do casamento?
    Loading ... Loading ...
14 de junho de 2013
Arma de Cachoeira é ventilador
Enviado por Lucia Miranda

Bastou a esposa Andressa Mendonça ficar magoada por ter sido excluída da lista de presença de um evento organizado pela primeira-dama do Estado de Goiás, que Carlos Cachoeira tomou suas dores e arrumou aquele tão esperado motivo para fazer ameaças aos colegas que o apunhalaram quando mais precisava deles.

Cachoeira avisou que se atingirem novamente sua mulher vai abrir sua ‘caixa de Pandora’ e espalhar aonde estão “as principais sangrias dentro desse governo”.

Melhor mesmo defender a esposa e aproveitar ao seu lado o tempo que lhe resta em liberdade, mas ainda há esperança… aquela que Pandora prendeu no jarro, aquela que Cachoeira usa contra seus comparsas, aquela que o brasileiro já perdeu há muito tempo.

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso

Divisão de Patrimônio, Guarda e Visitas, Traição
26 de março de 2013
Cachoeira entre algemas e alianças…
Enviado por Lucia Miranda

Andressa Mendonça mergulhou de cabeça nas águas de Cachoeira, antes mesmo do fim do casamento com o senador Wilder Morais.

Como a traição não traz qualquer reflexo para o divórcio, Andressa ficou com a guarda dos filhos e sua parte na partilha de bens, valor suficiente para virar empresária no ramo de lingerie fina. Pena que o vestuário não era apropriado às visitas íntimas no xilindró, pelo tempo em que Cachoeira cumpriu parte da pena de prisão decorrente da operação Monte Carlo.

No momento, o contraventor está solto para recorrer em liberdade, mas o habeas corpus não foi eficiente para livrá-lo do matrimônio, organizado às pressas pela mulher. Calma Andressa!

Parece até que já sabiam do posterior bloqueio de mais de R$100 milhões em bens distribuídos entre laranjas e empresas fantasmas. Digo isso, pois o casamento com pacto antenupcial de separação de bens pode ser uma ótima forma de proteger alguns bens, se colocados em nome da esposa. Aliás, usar o nome do cônjuge e do cunhado para este fim parece não ser nada inédito para Carlos Cachoeira…

Ah, quanto ao Senador Wilder, apesar de amigo de Cachoeira, entrou na vaga de suplente do ex-senador Demóstenes Torres, que teve o mandato cassado por ser amigo de Cachoeira… deixa pra lá.

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso