Nenhum banner cadastrado


Seus Direitos

Dicas jurídicas sobre diversos temas de direito de família em linguagem acessível para uma decisão segura.

Conte seu Caso

Quem nunca passou por um problema familiar? Sua experiência pode ajudar outras famílias.

Clique Aqui
blog
Prazer em te conhecer, Pai

O ator Caio Blat passou doze anos privado de conviver com seu filho Antonio. Sua ex mulher, Ana Ariel, insatisfeita com [...]

Leia Mais
A Guarda Compartilhada reduz o valor da pensão? E agora, Lúcia?
 

Blog

  • por Lucia Deccache
  • Enquete
  • O que vc faria se amasse alguém fora do casamento?
    Loading ... Loading ...
Pensão Alimentícia, União Estável
14 de novembro de 2013
Ex-amante, ex-namorada ou ex-companheira?
Enviado por Lucia Miranda

Afinal, a delatora do escândalo da fraude no ISS de São Paulo é ex-amante, ex-namorada ou ex-companheira do fiscal? Os jornais e revistas divergem sobre a qualificação da moça que, apesar de irrelevante para a notícia, é totalmente desrespeitoso para ela, uma mãe que busca o aumento da pensão para o filho e encontra dificuldade para provar a riqueza da família, em decorrência da suposta fraude.

Sim, porque por mais que o casal tenha uma vida luxuosa, o dinheiro vindo de fraude não é declarado no imposto de renda, o que dificulta a prova do padrão de vida da família num processo judicial, prejudicando tanto a partilha de bens como o valor da pensão.

Para evitar a confusão da mídia, vamos esclarecer: para ser companheira, precisa de uma relação pública, contínua e duradoura com a intenção de constituir família; amante, basta algum ou alguns encontros sexuais esporádicos e secretos com pessoa comprometida; já os namorados, apesar da relação pública e contínua, não têm a intenção de virar uma família.

No caso, ela tem um filho com o fiscal e o casal morava no mesmo apartamento de luxo, além de desfrutar do iate, do avião particular e dos flats em Angra. É claro que uma loira, amante, bipolar e delatora, estampada nas capas de jornais e revistas, vende mais do que as imagens cansativas dos barrigudinhos de terno, corruptos, que já deixaram de ser novidade para nós, brasileiros.

A dica é a seguinte: quem trapaceia na rua tem grandes chances de trapacear em casa… abram os olhos, meninas!

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso

Traição, União Estável
23 de agosto de 2013
O baú furado de Sheila Carvalho
Enviado por Lucia Miranda

Afastados há mais de dois meses pelo reality show A Fazenda, o marido de Sheila Carvalho acabou pulando a cerca… apesar do confinamento ser apenas dela.

Nada de novo no mundo das celebridades e sem qualquer relevância para este site, se não fosse a afirmação de Sheila: – Mas eu já sabia disso há tempo!

Do outro lado, a ousada amante passou a divulgar nas redes sociais sua relação antiga com o marido da ex-dançarina.

Bom, há decisões judiciais atribuindo direitos à concubina, caso a esposa conheça e aceite a relação paralela. Isso pode acontecer se a segunda relação tiver as características da união estável, ou seja, uma relação pública, contínua e duradoura, com a vontade de constituir família. No entanto, os tribunais superiores ainda valorizam a família monogâmica e resistem a este novo entendimento.

Por fim, o fato de Sheila estar afastada de casa em decorrência de um trabalho, não caracteriza a separação de fato, o que seria mais um artifício para a audaciosa amante…

Melhor escolher outro baú, porque este está furado!

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso

Divórcio
4 de junho de 2013
Mulheres (mais) Ricas?
Enviado por Lucia Miranda

Dizem que Val Marchiori e o ex-amante estão de casamento marcado.

Calma, Valdirene Aparecida! Ninguém se casa com alguém já casado, ok? Aliás, essa é a grande diferença da separação para o divórcio. Separação é um tempo para o casal pensar melhor se quer romper de vez com o casamento, mas já tem efeitos sobre a divisão do patrimônio, guarda dos filhos, etc. Só não pode casar com outra pessoa. Já o divórcio é a libertação do casamento anterior que autoriza novos acertos ou erros matrimoniais.

No caso, o divórcio do noivo de Valdirene não vai ser nada rápido, a não ser que deixe para dividir a fortuna adquirida durante quarenta anos de casamento depois, o que justificaria o regime de separação de bens do novo casal. Mesmo assim é arriscado para a ex-esposa, pois o furacão Valdirene costuma dilapidar o patrimônio de quem estiver por perto. Assim tentou fazer com o dos filhos (impedida por medida judicial proposta pelo então noivo), assim poderá ser com o do futuro marido, prejudicando a ex-esposa, que optou pela partilha de bens posterior.

Só me pergunto como pode alguém mudar tão rápido de opinião, e alçar uma “golpista e prostituta de luxo” a futura esposa?

Bom, ela continua com seu discurso: “Defeito de homem é ser pobre”.

Nós continuamos com o nosso: “Defeito de homem é ser burro”.

 

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso