Nenhum banner cadastrado

Nenhum banner cadastrado


Conte seu caso

Dividir o seu momento difícil e ouvir conselhos de quem já passou por problemas semelhantes, pode ser a melhor forma para uma decisão segura.
Conte seu caso

Divórcio, Pensão Alimentícia, Traição
5 de agosto de 2013
Criei filho de outro achando que era meu!

Rômulo foi traído durante o casamento e sua mulher engravidou do amante. Ao descobrir que o filho não era seu, Rômulo pediu indenização por danos morais contra a mulher e o amante, além de pedir que ela devolvesse todo o dinheiro que sustentou o “filho” até os dias de hoje. O STJ condenou a mulher a pagar indenização, mas excluiu o amante que não tinha qualquer dever de fidelidade com Rômulo. O Tribunal também negou o pedido de devolução dos alimentos pois, para todos os efeitos, Rômulo é o pai socioafetivo da criança, além disso, o valor dos alimentos nunca se devolve pela própria natureza.

Nenhum comentário
Faltam caracteres.

aviso