Herança Surrealista

O corpo de Salvador Dalí será exumado após vinte e oito anos de sua morte. A taróloga catalã Maria Pilar Abel Martínez alega ser sua filha, fruto de um breve relacionamento de sua mãe com o pintor surrealista.

Desde 2007, Pilar vem tentando testes de DNA dos restos de pele e cabelo deixados nas última obras do artista (uma em Madri e outra em Paris) mas nunca conseguiu o resultado destes exames.

As obras e direitos autorais de Salvador Dalí pertencem ao Ministério das Finanças e da Administração Pública da Catalunha e à Fundação Gala-Salvador Dalí, que serão obrigados a entregar o patrimônio deixado à declarada filha.

No Brasil, também não há prazo para se exumar um corpo quando se trata de reconhecimento da paternidade, já que todo cidadão tem direito de saber a sua origem. O interesse patrimonial deve ser apenas consequência do vínculo de filiação declarado.

Bom, interesses daqui ou Dalí, o que importa é que Pilar será herdeira exclusiva, já que não existem outros herdeiros legítimos na primeira linha de sucessão.

Por Lúcia Miranda

Escritório Agree